5 questões necessárias previamente à aquisição de um sistema de potabilização

Posted on agosto 21, 2017

A exigência para este tipo de projetos é máxima, pelo que será preciso ter em conta alguns requisitos na hora de comprar uma estação de tratamento de água potável (ETA).

1. Quais as aplicações para as que eu preciso de um sistema de potabilização de águas?

Categoriza a água conforme os padrões ou as normas de qualidade da água reciclada ou potável em função da utilização para a que se destina.

agua potable

A potabilização da água é um processo de grande importância dado que permite fornecer água pronta para o consumo, nomeadamente água da torneira ou como água de processo para as indústrias e os laboratórios.

Uma estação potabilizadora permite-nos atingir dois objetivos primordiais:

A) Melhoria da qualidade da água da fonte de fornecimento, conforme os requisitos de utilização desta água:

  • Utilização doméstica ou urbana: consumo de água na nossa alimentação, na limpeza das nossas habitações, na limpeza da roupa, na higiene pessoal.
  • Utilização industrial: laboratórios, setor energético, indústria agroalimentar.
  • Utilização agrícola e pecuária.
  • Em casos menos frequentes, para usos ambientais e de lazer: piscinas, limpezas urbanas, fontes públicas, lagoas ornamentais, rega de paques e jardins, etc.
B) Ter acesso a novas fontes de fornecimento de água potável, quer a través da captação de água de rios e poços ou até a partir da recolha da água da chuva.

Coexistem diversas formas de tratamento e diferentes combinações que permitirão tratar tanto compostos de forma pontual como as caraterísticas da água no seu conjunto. Alguns setores como a indústria alimentar, farmacéutica ou energética exigem os máximos níveis de qualidade o que implica extremar a precaução na produção, monitorização e controle da água purificada.

Para o seu controle, existem várias normas ou standard relativamente à qualidade da água em função da utilização para a que se destina. Nomeadamente salientamos:

R.D. 1620/2007 para as águas depuradas reutilizadas, norma de Espanha (não apta para o consumo humano).

Águas reutilizadas para a rega agrícola ISO 16075-1:2015,  norma europeia (não apta para o consumo humano).

Águas destinadas ao consumo humano: Diretiva UE 98/83/CE e Real Decreto 140/2003.

Águas destinadas à indústria farmacéutica e laboratórios:

  • Norma ASTM D1193 2011 (American Society for Testing and Materials).
  • Norma ISO 3696 (International Organization for Standardization).
  • Norma CLSI NCCLS (Clinical and Laboratory Standards Institute).
  • Norma EP y USP (Farmacopeia Europeia e Farmacopeia Americana).

A OMS e a USEPA (United States Environmental Protection Agency) estabelecem também recomendações para a reutilização e a potabilização de águas, baseadas em múltiplas experiências realizadas em todo o mundo.

2. Como saber qual o tratamento mais adequado?

Ponderar a origem da água bruta.

A água no seu ciclo ou percurso até a altura da sua captação vai adquirindo sais e compostos minerais, além de outras substâncias não sedimentáveis, e de vida microbiana, que lhe conferirão as suas propriedades.

A inocuidade da água de consumo é garantida mediante a comprovação da qualidade da água de origem, e de saída.

É recomendável realizar um estudo prévio. A analítica tem um custo muito baixo em comparação com os benefícios que proporciona:

  • Conhecimento da ação concreta que se deverá levar a cabo.
  • Poupança nos custos de investimento no sistema de potabilização (caso fosse necessário) dado que unicamente serão aplicáveis os tratamentos verdadeirametne necessários.
  • Garantias em como com essa intervenção será atingida a qualidade desejada da água.

As caraterísticas da amostragem dependem do objetivo perseguido bem como da natureza da amostra. Procurar-se-a primeiro avaliar a qualidade microbiológica da água (presença de substâncias orgânicas nomeadamente algas, bactérias, fungos, levadura…) e a qualidade química da água (presença de minerais como o alumínio, mercúrio, chumbo, ferro, fluoreto, cloreto, nitritos, nitratos…)

3. Quais o tipos de impurezas que se devem eliminar?

Considerar a finalidade da água tratada.

PUR-FF-CA

Como pode resultar óbvio, em função da aplicação que se pretenda dar à àgua, teremos que tratar um ou outros parâmetros e garantirmos que são respeitadas as normativas, desde que exista uma regulação para o caso de estudo.

Uma água exclusivamente para rega, por exemplo, é beneficiada com um conteúdo rico em nitratos, no entanto, este mesmo composto deve ser muito mais controlado na água destinada ao consumo humano, visto que pode interferir na saúde (fixação do oxigênio no sangue.)

Mesmo que em termos gerais existem determinados parâmetros que unicamante pelos problemas que podem provocar em tubagens e equipamentos eletromecânicos do sistema, vão ser sempre objeto de tratamento. Por este motivo vamos salientar em primeiro lugar aspetos como a turbidez, a concentração microbiana ou a alcalinidade da água.

Plantas potabilizadoras compactas Salher® (referências e fichas técnicas): https://www.salher.com/pt/produtos/potabilização/188-sistemas-potabilizadoras

Sistemas de desinfeção Salher® (referências e fichas técnicas): https://www.salher.com/pt/produtos/potabilizacao/201-sistema-de-desinfecao

4. Qual é a minha previsão de consumo?

Identificar o volume de abastecimento necessário a curto, médio, e longo prazo, do mesmo modo que as possíveis flutuações sazonais.

PUR-MINI-RO

Para um adequado dimensionamento do sistema de purificação ou potabilizadora, será fundamental calcular corretamente a necessidade de consumo atual e a necessidade no futuro (a curto/médio prazo). Embora tenhamos a certeza que sempre existe a possibilidade de realizar ampliações graças à modularidade de certos equipamentos tais como os cartuchos de membranas e os depósitos de águas préfabricados em PRFV.

Será o fabricante do sistema e dos equipamentos quem com a informação e comunicação direta com o cliente e baseado na técnica e na experiência, quem irá recomendar o sistema mais conveniente às necessidades existentes.

Conjuntamente com a analítica da água a tratar, teremos que determinar os seguintes parâmetros:

  • Caudal diário e/ou caudal por hora.
  • Caudal de ponta.
  • Número de horas de funcionamento do sistema.
  • Nível de automatização do sistema.
  • Parâmetros de qualidade da água tratada e o destino.

5. Quais as necessidades de manuntenção que terá o meu sistema de purificação?

Integrar o custo de manutenção no orçamento global do investimento.

PUR-MAXI-RO

Convém salientar que a verba destinada à manutenção não é uma despesa mas sim um bom investimento para a otimização dos custos de produção.

É necessário portanto, poder definir em fase de desenvolvimento o nível de  manutenção preventiva do  nosso sistema. Assim, existe um amplo campo de possibilidades, desde uma automatização completa até aos testes de lavagem manual dos equipamentos, que dependerá do investimento que quizermos realizar, e das nossas possibilidades reais de gestão e de revisão do sistema.

É muito importante a fase de dimensionamento e fabrico na prevenção dos trabalhos de manutenção (programação, baipass, equipamentos de reserva, etc.) assim como a posterior gestão e revisão periódica do sistema por parte do utilizador em fase de operação.

Em qualquer caso, dada a importância de permaner o sistema em bom estado, é sempre recomendado que a estação tenha um pequeño grau de autonomia e limitar a manutenção manual unicamente a revisões visuais, reposição de consumíveis e testes pontuais dos equipamentos.

Caso seja necessária mais informação, não exite em contactar através deste formulário, ou via email Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Pedido de cotação

Preencha os seguintes campos, e entraremos em contacto consigo brevemente.

 

captcha

Powered by ChronoForms - ChronoEngine.com




salher logo

Engenharia tratamentos de água - Depuração - Sistemas de separação de líquidos e sólidos para processos industriais e municipais - Águas subterrâneas - Potabilização -Reutilização - Separação de óleos minerais e hidrocarbonetos

 
Contato

Quem somos

Soluções
Productos Notícias

Publicações